Mercado reage: dólar sobe a R$ 2,2240 e Bolsa cai

O Global 40, um dos principais títulos da dívida brasileira, já reflete a decisão do banco JP Morgan que decidiu rebaixar a recomendação para a dívida do Brasil. O papel, que era negociado em torno de 128,60 centavos de dólar antes do relatório, aprofundou a queda para 128,40 centavos de dólar. A cotação mínima do papel hoje foi de 127,90 centavos de dólar. No mercado interno, o dólar mantém forte alta frente ao real. Às 13h, a moeda norte-americana é cotada a R$ 2,2240, em alta de 2,44% em relação aos últimos negócios de ontem. Até este horário, já atingiu a máxima de R$ 2,2350.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em queda de 0,60%. As ações do setor bancário são destaque de baixa no pregão de hoje e registram perdas superiores ao do Ibovespa - índice que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa -, espelhando a percepção dos investidores de que a queda da taxa básica de juro pode ser acelerada com a entrada de Guido Mantega no ministério da Fazenda.Por volta das 12h15, as ações do Unibanco Units recuavam 3,80%, segunda maior desvalorização do ranking. As preferenciais (PN, sem direito a voto) da Itaúsa recuava 3,38%; Itaú PN cedia 1,68%; Bradesco PN operava em baixa de 2,41% e as ordinárias (ON, com direito a voto) caíam 1,45%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.