Mercado recupera parte das perdas; bolsa sobe 5,3%

Apesar da nova alta no preço do petróleo, os mercados financeiros recuperaram nesta terça-feira parte das grandes perdas da segunda. No Brasil, a bolsa encerrou o pregão em 18.536 pontos, alta de 5,3%, a maior variação positiva do ano. É a maior alta desde 23 de outubro de 2002, quando fechou com valorização de 5,45%. O volume negociado chegou a R$ 1,280 bilhão.O dólar encerrou o dia em queda de 2,04%, cotado a R$ 3,0760. O risco Brasil também caiu 68 pontos, para 740 pontos. O C Bond registrou valorização de 2,6%, para US$ 0,886. No mercado monetário, as taxas futuras acompanharam a queda do dólar. O DI de janeiro/2005, o mais negociado, recuou a 16,54% (contra 17,03% de ontem. O DI de junho, que reflete a aposta para a reunião do Copom da próxima semana, ficou em 15,65%, contra 15,70% de ontem.Em Wall Street, o Dow Jones encerrou o dia com ligeira valorização de 0,30% e a Nasdaq avançou 1,86%. Em Nova York, os contratos futuros de petróleo para junho fecharam em US$ 40,06 o barril, em alta de US$ 1,13 (2,90%). Em Londres, os contratos encerram cotados em US$ 37,36 o barril, em alta de US$ 1,39 (3,86%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.