Mercado sofre com quedas nos EUA

Os mercados abriram com um certo alívio proporcionado pela pesquisa eleitoral do Ibope, que indicava queda significativa nas intenções de voto para Luiz Inácio Lula da Silva, do PT. Porém, as fortes quedas em Nova York impediram a recuperação das cotações. Os escândalos contábeis só têm se agravado, e agora chegam a atingir o vice-presidente do país, Dick Cheney.O dia foi nervoso nas bolsas norte-americanas, e o pregão chegou a ser interrompido por conta da forte queda no Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York. A WorldCom, que está sob investigação por fraude contábil, está cogitando pedir concordata e acionistas da Halliburton, empresa de serviços de exploração de petróleo, de engenharia e construção, abriram processo contra Dick Cheney, vice-presidente dos EUA, e outros diretores da empresa por causa de sobrevalorização de receitas. Cheney foi presidente e diretor-executivo da empresa entre 1995 a 2000. O resultado foi que o Dow Jones fechou em queda de 3,11% (a 8813,5 pontos), e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - caiu 2,54% (a 1346,01 pontos). Esses níveis estão muito próximos daqueles negociados logo após os ataques terroristas contra o World Trade Center e o Pentágono, no ano passado e a preocupação agora é que a desconfiança com a contabilidade das empresas afete não só todo o mercado acionário, mas também a economia real.Com isso, não houve espaço para recuperação das cotações no Brasil. O dólar caiu 0,11%, mas vale lembrar que o Banco Central leiloou pela manhã as cotas diárias de ontem e hoje, totalizando US$ 100 milhões, dentro do objetivo de vender US$ 1,5 bilhão em julho para conter as oscilações no câmbio. O dólar comercial foi vendido a R$ 2,8510 nos últimos negócios do dia, em queda de 0,11% em relação às últimas operações de ontem, oscilando entre R$ 2,8400 e R$ 2,8630. Com o resultado dessa quarta-feira, o dólar acumula uma alta de 23,10% no ano e 1,10% em julho.Os mercados receberam bem a notícia da queda de Lula na pesquisa do Ibope, e começaram a discutir um cenário que inclua Ciro Gomes no segundo turno. Muitos analistas ponderam que Ciro é mais maleável e foi administrador austero, apesar do atual discurso radical. Além disso, vem angariando muito apoio entre lideranças do PFL em todo o país, o que promete recompensar com cargos no governo, se eleito, o que é uma garantia de conservadorismo. De qualquer forma, a expectativa é que a campanha deslanche a partir de agosto, quando começa a propaganda eleitoral gratuita. Como José Serra, o preferido dos mercados, concentra cerca de 40% do tempo e uma base de sustentação partidária ampla, muitos consideram que sua melhor chance será nesse segundo semestre. Ou seja, ainda é cedo para considerá-lo fora do páreo. Ainda assim, a instabilidade política deve manter os investidores cautelosos por um bom tempo.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de 1,24% em 10.555 pontos e volume de negócios de R$ 445 milhões. Com o resultado de hoje, a Bolsa acumula uma baixa de 22,26% em 2002 e 5,24% só em julho. Das 50 ações que compõem o Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa -, apenas 13 apresentaram altas. Os principais destaque foram os papéis da Embratel ON (ordinárias, com direito a voto), com alta de 3,48%, e Cemig ON, que subiu 3,15%. Dentre as quedas, as maiores foram as ordinárias da Telesp Celular ON, que despencou 5,71%, e Inepar PN (preferenciais, sem direito a voto), com queda de 4,76%. No mercado de juros, os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro de 2003 negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros pagam taxas de 23,500% ao ano, inalteradas em relação a ontem. Já os títulos com vencimento em julho de 2003 têm taxas de 26,900% ao ano, frente a 27,000% ao ano negociados ontem.Mercados internacionais Às 18 h, o euro era negociado a US$ 0,9888; uma queda de 0,27%. Na Argentina, o índice Merval, da Bolsa de Valores de Buenos Aires, fechou em baixa de 4,25% (385,01 pontos). Em Buenos Aires, o dólar oficial para venda fechou em $3,51 pesos.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.