finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercado vê dólar mais alto no ano mas mantém projeção de Selic

O mercado elevou levemente asprevisões para a inflação e o dólar neste ano, após asturbulências globais provocadas pela crise no setor imobiliáriodos Estados Unidos, mas a projeção para a Selic continua sendode corte de 0,25 ponto na próxima reunião. As avaliações constam de relatório do Banco Centraldivulgado nesta segunda-feira, com base em cerca de 100instituições financeiras. O prognóstico para o Índice Nacional de Preços aoConsumidor Amplo (IPCA) em 2007 passou de 3,75 por cento para3,77 por cento. Para 2008, a estimativa manteve-se em 4 porcento. A previsão para o dólar no final deste ano subiu de 1,85real para 1,90 real. Para o fim de 2008, permaneceu em 1,95real. Na semana passada, a moeda norte-americana chegou ao maiornível desde março, acima de 2,1 reais. A estimativa para a próxima decisão do Comitê de PolíticaMonetária (Copom), agendada para o início de setembro, é decorte da Selic em 0,25 ponto percentual, para 11,25 por centoao ano. A previsão confirma a visão de que o BC irá desacelerar oritmo da flexibilização em meio a um repique da inflaçãocorrente --decorrente da alta dos alimentos-- e ao aquecimentoda atividade. As projeções para a Selic no fim de 2007 e 2008 ficaramestáveis em, respectivamente, 10,75 por cento e 9,75 por cento. A projeção de crescimento da economia brasileira este anopassou de 4,60 por cento para 4,62 por cento. Para 2008, foirevista de 4,30 para 4,35 por cento. (Por Vanessa Stelzer e Angela Bittencourt)

REUTERS

20 de agosto de 2007 | 10h36

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSBACENFOCUSATUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.