carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Mercado vê inflação mais salgada e juro maior em 2008

Previsão para IPCA em 2008 sobe para 4,10%; taxa Selic deve fechar o ano que vem em 10,25%, segundo analistas

Renato Andrade, da Reuters,

24 de setembro de 2007 | 09h46

O mercado financeiro elevou sua estimativa para a inflação em 2008 e indicou que espera um corte menor da taxa de juro no próximo ano, mostrou pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 24.   De acordo com levantamento feito pelo Banco Central, os analistas esperam que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registre variação de 4,10% em 2008, levemente acima dos 4% estimados na pesquisa anterior.   Ao mesmo tempo, os analistas consultados pelo BC estimam que a taxa básica de juros do País encerrará o próximo ano em 10,25%, o que significa uma redução nos cortes esperados para 2008, já que a projeção anterior indicava que a Selic estaria em 10% em dezembro do próximo ano.   Para 2007, as estimativas continuam indicando que o juro deve sofrer mais um corte, de 0,25 ponto percentual, e encerrar o ano em 11%.   No caso da inflação, o cenário traçado pelos analistas para 2007 continua no mesmo patamar. O IPCA deve encerrar o ano com alta de 4,02%, ante estimativa anterior de 4,01%.   Olhando a economia como um todo, os analistas consultados pelo BC indicam que o Produto Interno Bruto (PIB) deve registrar neste ano uma expansão de 4,70%. Para 2008, a estimativa passou de uma alta de 4,33% para crescimento de 4,37%.

Tudo o que sabemos sobre:
FocusBanco CentralSelicjurosCopom

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.