Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Mercado volta atenções para política monetária na próxim seman

Investidores vão ficar atentos napróxima semana a qualquer sinal de calma retornando aosmercados, enquanto aguardam uma sinalização do chairman doFederal Reserve, Ben Bernanke, sobre a iminência de um corte dojuro. A surpresa com o relatório de emprego na sexta-feiramostrando contração pela primeira vez em quatro anos, aumentouapostas em uma redução do juro pelo banco centralnorte-americano na reunião de 18 de setembro. "Não há muitos dados para saírem, o stress do mercado decrédito vai continuar a ser a principal questão, e todos vãoacompanhar de perto o que os formuladores de política monetáriado Fed tem a dizer sobre o que querem fazer em 18 de setembro",disse Kevin Grice, economista-sênior do American Express Bank,em Londres.Vários importantes membros do Fed e do Banco Central Europeufalam na próxima semana. Os pontos altos serão a palestra de Bernanke sobredesequilíbrios globais em Berlim, na terça-feira, e aparticipação do presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, emaudiência especial sobre a crise subprime em um comitê doParlamento europeu em Bruxelas, no mesmo dia. Antes disso, Trichet e Bernanke participam de encontro deoutros formuladores de política monetária no Banco deCompensações Internacionais (BIS) na Basiléia no domingo e nasegunda --primeiro encontro desde que a crise começou emagosto. Além de manter os olhos nos comentários dos formuladores depolítica monetária, o mercado ficará atento a sinais dediminuição dos problemas de crédito ou aprofundamento dosproblemas de liquidez. Cerca de 113 bilhões de dólares emcommercial papers vencem na próxima semana e vão precisar definanciamento. A agenda de dados econômicos dos Estados Unidos incluiauxílio-desemprego e uma série de outros relatório nasexta-feira --desde vendas no varejo à produção industrial. Já dados da zona do euro devem mostrar recuperação daprodução industrial em julho, na quarta-feira, enquanto aleitura final de inflação de agosto, que sai na sexta, devemostrar preços estáveis.

MAREK PETRUS, REUTERS

07 de setembro de 2007 | 18h16

Tudo o que sabemos sobre:
MERCADOSAGENDAGLOBAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.