finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercados: 2001 começa com otimismo

Hoje, apesar da forte queda das bolsas nos Estados Unidos, o otimismo marcou o primeiro dia de funcionamento dos mercados financeiros no Brasil. O dólar fechou em R$ 1,9430, com queda de 0,41%.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 1,09%. A exceção ao entusiasmo do dia foram os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano -, que fecharam o dia pagando juros de 16,720% ao ano, frente a 16,650% ao ano sexta-feira. O Dow Jones - Índice que mede as ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em queda de 1,30%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - em queda de 7,23%. De maneira geral, o ano começa com expectativas positivas em relação ao cenário interno, baseadas no relatório de inflação do Banco Central divulgado na sexta-feira. Como as projeções são de que a inflação fique abaixo da meta com o nível atual de juros, alguns operadores já começam a apostar numa queda da Selic, a taxa básica referencial da economia. Mas as preocupações com a desaceleração da economia dos EUA crescem, justificando as quedas nas bolsas em Nova York.Santander ajudou na alta da Bovespa e na queda do dólarA Bovespa não registrou alta maior por conta das bolsas norte-americanas, mas a alta de hoje refletiu, em grande parte, o entusiasmo com a oferta pública do Santander pelas ações do Banespa, considerada generosa pelos analistas (veja ainda hoje matéria a respeito). As ações ordinárias (ON, com direito a voto) do banco fecharam em alta de 45,81% e as preferenciais em alta de 50,49%.Como janeiro concentra uma boa parte dos investimentos diretos de empresas estrangeiras e a corrida às importações típica de fim de ano acabou, o dólar caiu. A operação do Santander ajudou, já que se espera que a oferta pública traga cerca de US$ 1,2 bilhões ao mercado brasileiro. Mesmo assim, o saldo da balança comercial de dezembro registrou saída de divisas maior que as entradas em US$ 213 milhões. CSN e Vale anunciam descruzamentoTambém estimulou os investidores o anúncio de descruzamento das ações da Companhia Vale do Rio Doce e Companhia Siderúrgica Nacional, devido ao fato de que o Grupo Vicunha detém papéis das duas empresas, as quais têm interesses conflitantes. As ações ordinárias (ON, com direito a voto) da CSN registraram alta de 6,98%, enquanto que as da Vale ficaram praticamente estáveis, com alta de 0,07%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.