finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercados aguardam ataque dos EUA

Notícias de que os Estados Unidos estariam na iminência de atacar o Afeganistão mantiveram os investidores cautelosos hoje no mundo inteiro. A maioria das bolsas no mundo fecharam com ligeira queda. Dólar e juros, no Brasil, também seguiram a tendência pessimista e registraram pequena alta. A incerteza trazida pela perspectiva de guerra continua, mas, ao menos, o ambiente é de maior estabilidade.A boa notícia do dia foi a divulgação dos dados sobre a balança comercial brasileira, que apresentou superávit de US$ 594 milhões no mês de setembro. Muitas instituições já prevêem um resultado positivo no ano próximo de US$ 2 bilhões, chegando a US$ 5 bilhões em 2002. Ainda assim, esses valores não serão suficientes para cobrir as fortes necessidades cambiais do Brasil.Fechamento dos mercadosO dólar comercial para venda fechou em R$ 2,6790, com alta de 0,30%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - fecharam o dia pagando juros de 23,850% ao ano, frente a 23,500% ao ano na sexta-feira. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de 1,26%.O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires fechou em alta de 0,07%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em queda de 0,12%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - fechou em queda de 1,23%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

01 de outubro de 2001 | 17h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.