Mercados aguardam decisão sobre CPMF

Os mercados mantêm a tendência positiva enquanto aguardam a decisão do Congresso Nacional sobre uma possível isenção da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) para os negócios na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). No mercado externo, os números da economia norte-americana não agradaram os investidores. Além disso, permanecem as incertezas em relação aos rumos para a Argentina.Às 14h30, o dólar comercial estava cotado a R$ 2,4000 na ponta de venda dos negócios, em alta de 0,17% em relação aos últimos negócios de ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com queda de 0,42%, com volume de negócios em R$ 331,736 milhões. Os contratos de DI futuro com vencimento em outubro, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros, pagam juros de 18,450% ao ano frente a 18,370% ao ano negociados ontem.Os investidores não estão confiantes que a votação da CPMF seja realizada ainda hoje. Porém, mesmo que não seja aprovada, o impacto nos negócios deve ser reduzido, segundo analistas. Para a Bolsa, segundo eles, o fator mais importante é uma redução significativa na taxa de juro real do País.Nos Estados Unidos, o humor dos investidores foi abalado pela inesperada queda do índice de confiança do consumidor em fevereiro, que caiu de 97,8 (em janeiro) para 94,1. A previsão dos investidores era de que a confiança do consumidor permanecesse estável em fevereiro. Mas o dado mais aguardado é a primeira revisão do PIB do quarto trimestre, que sai nesta quinta-feira. Esse dado vai mostrar com precisão o estágio de recuperação em que se encontra a economia nos EUA. No início da tarde, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - está em queda de 0,41%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra baixa de 0,65%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.