finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercados: analistas esperam cenário positivo

As boas notícias de ontem continuam surtindo efeito na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). O Ibovespa - índice que mede a valorização das ações de empresas mais negociadas na Bovespa - chegou a subir até 2% esta manhã. O giro financeiro projeta um total de R$ 1 bilhão para o dia, sendo R$ 405 milhões negociados até o final da primeira parte do pregão. Há pouco estava em alta de 1,56%.Além do inesperado corte da taxa de juros nos EUA, a emissão de bônus globais que espera-se que seja concluída ainda hoje e, ainda, o upgrade da dívida brasileira promovida pela agência de risco Standard & Poor´s permanecem como motivos para a melhora do mercado acionário no Brasil. O mercado de câmbio também teve uma manhã tranqüila, mas sem acompanhar a mesma oscilação positiva da Bolsa. Operadores comentam que a queda do dólar de ontem, depois do anúncio das decisões da S&P e do FED, foi excessiva. No início da tarde apresentava alta de 0,26% em relação aos últimos negócios de ontem, cotado a R$ 1,938 na ponta de venda. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 16,280% ao ano, frente a 16,330% ao ano ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.