finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercados animam-se com perspectivas

A perspectiva da troca (swap) de papéis da dívida argentina de curto prazo por títulos com vencimento mais longo e a possibilidade de não haver apagão na primeira fase do racionamento deixam o mercado financeiro menos tenso no início do dia. Mas os analistas consideram que esses fatores são perspectivas e ainda não há fatos reais para serem comemorados. Ou seja, o cenário pode voltar a ficar instável, caso essas tendências não sejam confirmadas (veja mais informações no link abaixo).No início dos negócios, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu em alta e há pouco estava com valorização de 2,49%. O dólar comercial está cotado a R$ 2,3150 na ponta de venda dos negócios - queda de 0,17% em relação aos últimos negócios de ontem. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 22,370% ao ano, frente a 22,330% ao ano ontem.Em Nova York, o índice Dow Jones - que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - está com alta de 0,42%. A Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - opera com alta de 1,47%.InvestimentosNão deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.