finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercados apostam na Selic em 15,5% ao ano

Conforme esperado, o volume de transações aumentou hoje com o leilão semanal de juros do Tesouro e com o início da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). A reunião definirá o patamar da Selic, a taxa básica referencial da economia, que será divulgada amanhã ao final da tarde. Atualmente, a Selic está fixada em 15,75%, e as expectativas, que variavam entre uma queda de 0,25 e 0,75 ponto porcentual, foram refeitas para uma nova taxa de 15,50%. As movimentações de hoje refletiram o reajuste das previsões, com um pequeno aumento na Bolsa e no dólar.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de 1,43%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - fecharam o dia pagando juros de 16,160% ao ano, frente a 16,180% ao ano ontem. O dólar fechou em R$ 1,9520, com alta de 0,15%.O Dow Jones - Índice que mede as ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em alta de 1,21%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - fechou em queda de 0,30%.

Agencia Estado,

16 de janeiro de 2001 | 19h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.