Mercados asiáticos recuperam-se

A decisão do Iraque de permitir a volta dos inspetores de armas da ONU ao país teve um reflexo positivo nas bolsas do sudeste asiático nesta terça-feira. Em Taiwan, os investidores foram às compras, com a perspectiva de que o adiamento, mesmo que momentâneo, de uma guerra entre EUA e Iraque impedirá a alta do preço do petróleo. O índice local encerrou o dia com valorização de 3,96%. O Nikkei 225, da bolsa de Tóquio fechou em alta 3,37%, estimulado também pela expectativa das decisões que o BC local deve divulgar amanhã para combater a deflação. Seul encerrou o dia em +3,18% puxada pelos papéis de empresas aéreas. Em Manila, a demanda estrangeira por papéis das blue chips SM Prime e Manila Electric B impulsionou os negócios, provocando alta de 0,21% do índice local. Os demais mercados seguiram a mesma tendência. No intervalo dos negócios, as demais bolsas registravam: Hong Kong: +1,62%; Indonésia: +0,60%; Malásia: +0,51%; Tailândia: +1,50% e Cingapura: +0,53%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.