Mercados asiáticos se recuperam em dia menos tumultuado

As bolsas asiáticas ensaiaram umarecuperação nessa sexta-feira ante as perdas acumuladas nasemana, com os investidores mais calmos por conta de um pacotefinanceiro que a ser proposto pelo presidente George W. Bushcom o objetivo de afastar o perigo de recessão. O mercado asiático teve um início de pregão em queda emdecorrência de notícias nos Estados Unidos, o principal destinodas exportações do continente, já estava em recessão. Mas o presidente do país disse aos legisladores naquinta-feira que quer redução nos impostos para as famílias enegócios como parte de um plano de auxílio que pode totalizar150 bilhões de dólares. Bush irá falar mais a respeito do planonesta sexta-feira. "Por enquanto, o movimento de vendas está em curso, e nessasituação qualquer evento pode reverter essa tendência", afirmouRyuta Otsuka, da Toyo Secutities. Na quinta-feira ainda o chairman do Federal Reserve, BenBernanke, reiterou que o banco central norte-americano estavapronto para agir agressivamente para manter a economia do paíslonge da recessão. A bolsa de Tóquio, o Nikkei fechou em alta de 0,56 porcento depois de atingir o pior nível desde 2005 na véspera. O índice MSCI, da Ásia Pacífico exceto Japão, fechou emqueda de 0,77 por cento. Na Coréia do Sul a bolsa recuperou parte de suas forças eterminou em alta de 0,65 por cento. Na Austrália o principal índice não fechou em sua décimasessão seguida em baixa, o que não acontecia há 26 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.