finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercados atentos à Argentina

Sem uma definição sobre a reestruturação da dívida interna argentina, o que impede o anúncio de um novo pacote no país vizinho, os investidores mantêm-se em compasso de espera, mas cada vez mais pessimistas com os rumos da economia argentina. Os governadores voltam a se reunir hoje à tarde e o anúncio do pacote, esperado para hoje, foi mais uma vez adiado.O grande impasse entre o governo central e os governadores das províncias diz respeito ao repasse de recursos no próximo ano. Mensalmente, a União deve transferir às províncias US$ 1,36 bilhão. Em 2002, o governo Fernando De la Rúa pretende reduzir este total em 13%, possibilidade totalmente rechaçada pelos governadores.Diante deste cenário, a agência de classificação de risco Standard & Poor´s anunciou que dificilmente as províncias conseguirão aplicar a medida de déficit zero. Segundo apuração do correspondente Ariel Palacios, em relatório intitulado "As províncias argentinas em risco", a agência afirma que "poucas províncias conseguirão ajustar suas contas e pagar os juros das dívidas antes do fim deste ano". Para piorar a situação do país vizinho, ontem o governo norte-americano rebaixou a dívida argentina no sistema interno de classificação de risco. Tal medida, segundo apuração do correspondente João Caminoto, significa que o governo dos Estados Unidos não confia na saúde financeira da Argentina e, portanto, o país vizinho receberá apenas empréstimos apenas de curto prazo.Veja os números dos mercadosO dólar comercial para venda está cotado a R$ 2,7110, com queda de 0,48%. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com alta de 0,20%.O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires está em queda de 0,18%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - opera com alta de 0,39%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra alta de 0,67%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.