Mercados atentos à Argentina e Estados Unidos

O mercado financeiro operou durante toda a manhã atento ao cenário argentino. Apesar das notícias negativas, os investidores demonstraram tranqüilidade. Há pouco, o dólar comercial para venda estava cotado a R$ 2,5940, com queda de 0,31%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 21,400% ao ano, frente a 22,030% ao ano ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com alta de 1,63%.Hoje é feriado no país vizinho e o mercado local não está funcionando. Houve ligeira queda na taxa de risco do país, que ficou abaixo de 2.400 pontos nesta manhã. Porém, as últimas decisões da equipe econômica do país vizinho continuam sendo malvistas pelos analistas. A agência britânica Fitch anunciou que revisou para pior a classificação de risco do país e ainda a mantém sob observação negativa. Além disso, divulgou que em sua avaliação a proposta de renegociação da dívida argentina é um default - leia-se calote. No cenário interno, as últimas informações em relação ao leilão de privatização da Copel também não são boas. Depois da Tractebel, que reafirmou seu desinteresse pela empresa, a Votorantim e a Vale do Rio Doce também anunciaram hoje que estão fora do leilão do próximo dia 12. Alguns especialistas estavam apostando no sucesso da venda da companhia e previam que a entrada de recursos com a operação poderia girar em torno de US$ 1,8 bilhão. A desistência de tantos investidores pode levar a uma revisão dessas expectativas.Fatos positivos podem vir dos EUA ainda hoje, caso a taxa de juros do país seja reduzida. O Banco Central dos Estados Unidos (Fed) deve divulgar sua decisão no final desta tarde. Atualmente, a taxa está em 2,5% e espera-se um corte entre 0,5 e 0,25 ponto porcentual. A concretização das expectativas, no entanto, teria um impacto suave e que seria sentido nos negócios somente amanhã.O Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - opera com queda de 0,18%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - está em alta de 0,28%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.