Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Mercados atentos à entrevista de Cavallo

O mercado acompanha com expectativa a entrevista com ministro da Economia argentino Domingo Cavallo, que está começando agora Buenos Aires. Uma declaração já dada pelo ministro procurou mostrar firmeza. Ele afirmou que manterá os cortes das províncias com ou sem acordo. A Assessoria do ministro disse hoje cedo que a entrevista seria apenas para comentar as relações de Cavallo com as províncias, profundamente abaladas pelo que se viu na tensa reunião desta Quinta (veja mais informações no link abaixo).Segundo operadores, o comportamento do mercado na parte da tarde vai depender das notícias que vierem da Argentina. Se vier alguma sinalização firme de que um acordo político que viabilize o pacote econômico está próximo, há a possibilidade de o impulso de alta do dólar diminuir. Por outro lado, se for reafirmada a percepção de que a Argentina continuará arrastando sua crise, ou de que o desfecho desta crise será traumático, o mercado continuará sob pressão.Veja os números do mercado financeiro O dólar comercial está cotado a R$ 2,7310 na ponta de venda dos negócios, com alta de 0,59%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 23,690% ao ano, frente a 23,470% ao ano ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com alta de 1,16%.O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires opera com queda de 1,94%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - está em alta de 0,47%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra baixa de 0,09%.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.