Mercados atentos à inflação e crise política

O mercado financeiro deve seguir otimista nesta terça-feira, reagindo especialmente à trégua do noticiário político. O mercado trabalha com a expectativa de que a Câmara vote hoje a prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), embora o PFL ainda vá realizar uma reunião para decidir se manterá ou não o apoio ao governo nessa questão na sessão de hoje. Outra notícia que pode ganhar destaque importante é o resultado da pesquisa do Ibope, antecipado hoje pela imprensa, que mostraria o candidato tucano José Serra em segundo lugar, simultaneamente a uma derrocada de Roseana - queda de 14% para 15% nas intenções de voto. "Esse é o cenário que o mercado quer. Serra em ascensão e as votações do governo tendo continuidade. Por enquanto, no entanto, o mercado não está reagindo a isso", disse um especialista.A informação chega no momento em que crescem as especulações sobre uma possível renúncia de Roseana à sua candidatura. Tudo isso deixa o mercado à vontade para voltar a olhar para a política monetária e apostar em corte de juro.Hoje, o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) de fevereiro veio endossar essa aposta. A inflação medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ficou em 0,36%, dentro das previsões, que estavam entre 0,30% e 0,45%. Em janeiro, o índice registrado foi de 0,52%. Por ora, o mercado ainda considera a hipótese de corte de 0,25 ponto porcentual na taxa básica de juros - Selic - na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) a mais provável. Mas já há quem diga que, desta vez, o comitê pode ousar e cortar em 0,5 ponto o juro básico.Números do mercadoHá pouco, o dólar comercial para venda estava cotado em R$ 2,3560, com queda de 0,13%. No mercado de juros, os contratos de DI futuro, com vencimento em outubro, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) pagam juros de 18,010% ao ano frente a 18,080% ao ano negociados ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) operava em alta de 1,10%.

Agencia Estado,

12 de março de 2002 | 11h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.