Mercados atentos à política e ao cenário externo

Os investidores continuam atentos ao cenário político interno e acompanham com preocupação as notícias internacionais. Em meio às incertezas desses dois aspectos, o comportamento de oscilação nos mercados deve permanecer, segundo os analistas. Na política, a aproximação do primeiro turno das eleições presidenciais, sem nenhuma certeza sobre a realização do segundo turno, deixa os investidores intranqüilos.O fato é que os mercados temem uma mudança na condução da política econômica, principalmente na forma como se administrará a dívida pública. O candidato do PSDB, José Serra, o preferido dos mercados, justamente por representar a não-ruptura do atual modelo, segue em segundo nas pesquisas e não vem demonstrando sinais de recuperação.Nenhum analista nega que a eleição presidencial é uma demonstração da democracia do País e, portanto, deve ser vista de forma positiva. Contudo, para os investidores que financiam a dívida brasileira, trata-se de uma mudança e, portanto, traz incertezas que geram instabilidade. Esse cenário, segundo eles, pode melhorar. Mas só depois que o novo presidente assumir e tomar suas primeiras decisões, indicando, na prática, como governará o Brasil.Mercado cambial e novas turbulênciasNos próximos dias, o mercado cambial deve passar por novos momentos de forte instabilidade. No dia 1º de outubro, vence outro lote de títulos públicos cambiais, no total de US$ 1,3 bilhão. Assim como aconteceu na terça-feira, o resgate desses papéis pode fazer com que os investidores aumentem a demanda por moeda norte-americana no mercado à vista, pressionando para cima as cotações. Isso acontece porque os investidores querem permanecer em uma posição de hedge (segurança) e o dólar é usado com esse objetivo.Esse fato acontece paralelamente ao vencimento de contratos futuros de dólar na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o que geralmente já provocaria um dia de oscilação no mercado cambial, deve trazer instabilidade para o mercado cambial. O que se prevê, portanto, é que a próxima semana pode começar com forte oscilação, acentuada também por mais uma rodada de pesquisas eleitorais.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.