finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercados: BC intervém e dólar cai de novo

Sem muitas novidades no noticiário político-econômico, os mercados deram seqüência às tendências de queda do dólar e da Bolsa de Valores de São Paulo em conseqüência da intervenção do Banco Central (BC) no mercado. Quarta-feira à noite, a autoridade monetária elevou fortemente a Selic - taxa básica referencial de juros da economia - e desde então vem vendendo dólares e. Hoje o BC voltou a intervir, reforçando a queda nas cotações.Apesar da pequena alta de hoje, os juros de longo prazo do mercado passaram a operar em patamares mais baixos desde a alta da Selic em função da estabilização dos negócios, que trouxe um pouco mais de tranqüilidade aos investidores. Entre os investidores, há grande expectativa quanto à reunião do Fed - Banco Central norte-americano - que se encerra na quarta-feira. Comenta-se que se houver uma redução dos juros básicos dos EUA, conforme espera o mercado, o BC pode aproveitar a situação para reduzir um pouco a Selic. Como o governo planejou realizar um choque de curto prazo para estabilizar o mercado, é possível que já haja espaço para uma volta da Selic a patamares mais baixos, especialmente se os juros norte-americanos caírem.Fechamento dos mercadosO dólar comercial para venda fechou em R$ 2,3000, com queda de 0,52%. A Bovespa fechou em queda de 0,97%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - fecharam o dia pagando juros de 21,300% ao ano, frente a 21,250% ao ano sexta-feira. O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires fechou em alta de 2,44%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em queda de 0,95%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - fechou em alta de 0,79%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.