Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Mercados: Bolsa fecha em baixa e dólar sobe

O dia foi de oscilação nos mercados. A expectativa dos investidores fica por conta da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que começou hoje. O resultado deve ser divulgado amanhã. O cenário político continua no foco de atenções. O Banco Central voltou a atuar no mercado, trocando títulos e vendendo dólares no mercado à vista.O dólar comercial fechou cotado a R$ 2,7140 na ponta de venda dos negócios, em alta de 1,92% em relação aos últimos negócios de ontem. Com o resultado de hoje, a moeda norte-americana acumula uma alta de 7,87% em junho e de 17,18% em 2002. Durante o dia, a cotação oscilou entre a máxima de R$ 2,7200 e a mínima de R$ 2,6480. Segundo informou o jornalista Gustavo Freire, o Banco Central (BC) confirmou há pouco que interveio no mercado de câmbio à vista. O valor da intervenção será conhecida na próxima sexta-feira, quando serão divulgadas as reservas internacionais da quinta-feira.No mercado de juros, os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro de 2003, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), pagavam taxas de 23,250% ao ano, frente a 22,800% ao ano ontem. Já os papéis com vencimento em julho de 2003 apresentavam taxa de 27,000% - estáveis em relação aos fechamento de ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de 0,97%, com 11.821 pontos. Com o resultado de hoje, a Bolsa acumula uma queda de 8,09% em junho, ampliando-se para 12,93% no ano. O volume de negócios hoje ficou acima de R$ 466 milhões. Entre as ações que compõem o Ibovespa, a maior baixa foi apurada pelas preferenciais (PN, sem direito a voto) da Net (antiga Globo Cabo) (- 22,16%). Segundo analistas, a forte baixa é resultado de um ajuste no preço da ação. A empresa preparar um aumento de capital. Por meio da subscrição de ações, a companhia dará aos acionistas a preferência na compra de ações emitidas pelo aumento do capital e com preço inferior ao praticado pelo mercado. Há rumores hoje de que esse valor fique em torno de R$ 2,55. Com isso, as ações se ajustaram a esse patamar.Os C-Bonds, principais títulos da dívida brasileira, encerraram o dia cotados a 65,625 centavos por dólar. Ontem, ficaram em 68,000 centavos por dólar. Às 16h07, a taxa de risco-país estava em 1.299 pontos base. Essa taxa mede a confiança dos investidores na capacidade de pagamento da dívida do país. Mercados internacionais Em Nova York, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em alta de 0,19%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - fechou em baixa de 0,67%. Na Argentina, o dólar oficial fechou a 3,56 pesos para a venda e 3,47 para a compra, estável. O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires fechou em alta de 7,72%.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

18 de junho de 2002 | 18h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.