coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Mercados: Bolsa fecha em queda e dólar sobe

A semana começou em clima de forte instabilidade. Notícias veiculadas pela imprensa neste final de semana levantaram suspeitas de que houve cobrança de propina na privatização da Companhia Vale do Rio Doce. Neste caso, estaria envolvido o ex-diretor do Banco do Brasil (BB), Ricardo Sérgio de Oliveira, o qual participou da campanha de José Serra ao Senado Federal, angariando recursos. As suspeitas levantadas pela imprensa poderão prejudicar a campanha de Serra, que hoje é pré-candidato pelo PSDB à Presidência da República e, nos mercados, já se fala em substituição do candidato do governo para o cargo. Outro fato negativo para a candidatura tucana é que levanta-se a possibilidade de que o empresário Carlos Jereissati teria ajudado a campanha de Serra ao Senado com R$ 2 milhões (na verdade, R$ 700 mil pelo câmbio da época), dos quais apenas R$ 95 mil teriam sido declarados. Os números no mercado financeiro nesta segunda-feira revelam que tais notícias tiverem impacto muito negativo e mostram que o cenário político será, de fato, a principal influência sobre os negócios até as eleições presidenciais. Hoje, os investidores também receberam algumas notícias positivas, como a queda do preço do barril do petróleo no mercado internacional e a divulgação de um índice de inflação dentro do esperado. Porém, a única influência veio do cenário político (veja mais informações nos links abaixo).O dólar comercial fechou cotado a R$ 2,4210, em alta de 0,50% em relação aos últimos negócios de sexta-feira. No pior momento do dia, a moeda norte-americana chegou a R$ 2,4390. No mercado de juros, os contratos de DI futuro com vencimento em outubro negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) pagavam taxas de 18,670% ao ano, frente a 18,710% ao ano na sexta-feira.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) encerrou o dia em queda de 1,42%. O volume de negócios ficou um pouco acima de R$ 443 milhões. Entre as ações que compõem o Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bovespa - a maior baixa foi registrada pelas preferenciais (PN, sem direito a voto) da Globo Cabo (- 6,45%) e a maior alta foi da Klabin S/A PN (11,58%). A Bovespa divulgou hoje o balanço de investimentos estrangeiros referente a abril. De acordo com apuração da jornalista Elisabete Francio, houve uma entrada líquida de R$ 318,451 milhões. Foram realizadas compras de ações no valor de R$ 3,712 bilhões e vendas de R$ 3,394 bilhões. Com o resultado, o saldo acumulado no ano, até o pregão de 30 de abril, mostra superávit de R$ 771,738 milhões.Mercados internacionaisEm Nova York, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou com queda de 1,98%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - encerrou o dia em baixa de 2,14%. Na Argentina, o índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires fechou o dia com alta de 0,40%. A correspondente Marina Guimarães informou que os preços ao consumidor subiram 10,4% em abril, em relação a março. Em março, a alta havia sido de 4,0%. Nos primeiros quatro meses de 2002, os preços ao consumidor acumularam uma alta de 21% em relação a dezembro do ano passado.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.