Mercados calmos à espera do Copom

Os investidores seguem atentos à economia norte-americana, enquanto aguardam a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a reavaliação da Selic, a taxa básica de juros da economia. A maior parte dos analistas acredita que a Selic será mantida no patamar atual, de 19% ao ano, enquanto não existirem sinais claros de queda dos índices de inflação. O recuo dos índices inflacionários é importante, pois a política monetária do governo tem por objetivo o cumprimento das metas de inflação.O resultado da reunião será conhecido amanhã, após o fechamento dos negócios. Antes disso, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) divulgará o Índice de Preços aos Consumidor (IPC) referente à segunda quadrissemana de fevereiro e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgará a segunda prévia do Índice Geral dos Preços de Mercado (IGP-M). Mas, por ora, ninguém acredita que esses resultados, ainda que surpreendam positivamente, serão suficientes para mudar a decisão do Comitê.Embora a inflação já tenha apresentado recuo e haja até a perspectiva de que alguns índices, como o IGP-M e o IPC, apontem deflação este mês, o núcleo do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ainda é considerado elevado. O IPCA é usado como referência para a meta de inflação que, neste ano, é de 3,5%. O núcleo de um índice de inflação apura o preço de produtos que não sofrem influências sazonais. Veja os números do mercado financeiroÀs 14h52, o dólar comercial é cotado a R$ 2,4200 na ponta de venda dos negócios, em queda de 0,62% em relação aos últimos negócios de ontem. Operadores acreditam que a queda nas cotações seja resultado de um fluxo positivo de dólares para o mercado interno. Os contratos de swap (troca) de títulos prefixados por pós-fixados com período de um ano pagam juros de 18,84% ao ano, frente a 18,83% ao ano ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com alta de 0,79%.Em Nova York, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - está em queda de 0,98%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra baixa de 2,49%%. O índice Merval, da Bolsa de Valores de Buenos Aires, está em alta de 1,30%.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

19 de fevereiro de 2002 | 14h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.