Mercados cautelosos com a Argentina

O aumento das incertezas na Argentina com a pesificação total da economia e a liberação do câmbio deixou os investidores em clima de cautela durante toda a manhã no mercado financeiro no Brasil. Às 15h, o dólar está cotado a R$ 2,4260 na ponta de venda dos negócios, com alta de 0,66% em relação aos últimos negócios de sexta-feira. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com queda de 1,42%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 19,52% ao ano, frente a 19,10% ao ano na sexta-feira.Os investidores devem se manter em posição defensiva enquanto tentam avaliar o impacto dos desdobramentos do novo programa econômico argentino. Hoje e terça-feira é feriado bancário e cambial na Argentina e o mercado financeiro aguarda a reabertura dos negócios para ver como a população argentina vai reagir às medidas econômicas. A Bolsa de Valores de Buenos Aires também está fechada.Também há dúvidas ainda se os organismos multilaterais, como o Fundo Monetário Internacional (FMI), vão liberar recursos agora que o país aderiu à livre flutuação, que era uma das exigências do Fundo. O governo argentino espera que com esse pacote o FMI libere um empréstimo de US$ 15 bilhões.Em Nova York, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - estava em queda de 1,66%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registrava queda de 2,34%.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.