finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercados: cenário interno favorece negócios

O cenário estável na economia brasileira teve influência mais forte no desempenho das operações no mercado financeiro durante a manhã. A inflação sob controle, a elevação do rating (classificação) dos papéis da dívida brasileira e a expectativa de mais cortes nas taxas de juros sinalizam para um cenário mais otimista. Porém, o mercado externo ainda é incerto e a possibilidade de reversão do quadro favorável internamente é possível. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta de 2,48%. O dólar comercial está cotado a R$ 1,9420 na ponta de venda dos negócios - queda de 0,46% em relação aos últimos negócios de ontem. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 16,090% ao ano, frente a 16,390% ao ano registrados ontem. No mercado acionário, o otimismo é percebido também pelo aumento no volume de negócios, que projeta um total em torno de R$ 1 bilhão no final do dia. As taxas de juros no mercado futuro também sinalizam a expectativa dos investidores de que o Comitê de Política Monetária (Copom) vai reduzir a taxa básica de juros - Selic - na próxima reunião do Comitê, nos dias 16 e 17 de janeiro. A expectativa é de corte, mas ainda não há um consenso de quanto será essa redução.No cenário externo, a Argentina também colaborou com sua cota de boas notícias para o mercado. O país vizinho realiza hoje o primeiro leilão de títulos desde o fechamento do acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e após o corte de juros norte-americanos. Em Nova York, as bolsas também são favoráveis, principalmente a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - que está em alta de 2,02%.

Agencia Estado,

09 de janeiro de 2001 | 15h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.