Mercados começam a semana tranqüilos

Apesar da proximidade com o final do ano, o que já poderia diminuir o volume de negócios no mercado financeiro, a expectativa dos analistas é de que os eventos que marcam esta semana e o agravamento da crise argentina devem manter os investidores atentos. O dia começou com a divulgação do resultado da balança comercial referente à segunda semana de dezembro, indicando um superávit - exportações maiores que importações - de US$ 125 milhões. Com isso, a balança acumula no ano um saldo positivo de US$ 1,915 bilhões. O bom resultado da balança comercial já era esperado pelos analistas, já que a cotação da moeda norte-americana permaneceu em patamares elevados durante grande parte deste ano, o que inibiu as importações e tornou os produtos brasileiros competitivos no mercado internacional. Resta saber, qual é o patamar ideal para o dólar para que se mantenham as boas perspectivas para a balança comercial, sem que haja um aumento muito forte da dívida do governo corrigida pela variação da moeda norte-americana. Às 11h20, o dólar comercial estava cotado a R$ 2,3530 na ponta de venda dos negócios, com baixa de 1,01%. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com alta de 0,56%. No mercado de juros, os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 20,502% ao ano, frente a 20,472% ao ano ontem Amanhã começa a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) para reavaliação da Selic, a taxa básica de juros da economia, que está em 19% ao ano. A expectativa quase unânime é de manutenção dos juros neste patamar. A decisão do Comitê será conhecida na quarta-feira, após o fechamento dos mercados. Argentina A situação da Argentina piora a cada dia, mas as notícias do país vizinho já não surpreendem mais ninguém. Com o aumento do desemprego, provocado pela forte recessão que atine o país, aumentam os conflitos sociais. Neste final de semana, foi registrado um grande números de saques em supermercados nas cidades de Santa Fé, Mendoza e Entre Rios (veja mais informações no link abaixo). Já o ritmo da atividade econômica norte-americana continua no centro das preocupações dos investidores. isso porque os Estados Unidos consomem grande parte dos produtos exportados, o que faz com que a economia mundial seja influenciada pela situação econômica norte-americana. Na próxima semana, na quinta-feira, será divulgado o número de pedidos de auxílio-desemprego requeridos na semana até o dia 15. O mercado de trabalho dos Estados Unidos é um sinal importante para verificar o ritmo econômico do país, pois grande parte da atividade econômica é resultado do consumo interno. Ou seja, se o desemprego permanece elevado, a disposição dos norte-americanos ao consumo é menor. Na sexta-feira, o índice de sentimento do consumidor da Universidade de Michigan também vai sinalizar a tendência para a economia do país. Investimentos Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado e o ranking dos investimentos na primeira quinzena de dezembro.

Agencia Estado,

17 Dezembro 2001 | 11h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.