coluna

Louise Barsi explica como viver de dividendos seguindo o Jeito Barsi de investir

Mercados concentram-se em notícias positivas

Sem fatos negativos e boatos de pesquisas eleitorais para atrapalhar, os investidores concentram-se nas notícias e expectativas positivas. Uma delas é a possibilidade de queda da Selic, a taxa básica de juros da economia, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), marcada para os dias 21 e 22 de maio. Nesta análise, os investidores tomam como base as recentes entrevistas à imprensa do ministro da Fazenda, Pedro Malan, e do diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn. O ministro citou o recuo da inflação. Já o diretor do BC demonstrou preocupação com o enfraquecimento da atividade econômica provocado, em parte, pelas elevadas taxas de juros. Os investidores continuam atentos ao encaminhamento do processo eleitoral. O clima nos mercados é de aparente tranqüilidade, já que a avaliação predominante nas mesas de negócios é de que não há razão para nervosismo quando ainda faltam cinco meses para as eleições. Em relação ao cenário político, o que preocupa é a incerteza em relação à votação da emenda que prorroga a cobrança da Contribuição sobre Movimentação Financeira (CPMF). A partir do dia 18 de junho, a CPMF deixará de ser cobrada, gerando queda na arrecadação. O governo já anunciou corte de gastos e aumento da alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para compensar esta perda, o que foi bem visto pelos investidores. De qualquer forma, permanece a expectativa em relação à votação da emenda, que tramita agora no Senado Federal, após ter sido aprovada pela Câmara dos Deputados. Veja os números do mercado financeiroÀs 15h05, o dólar comercial estava cotado a R$ 2,4860, em queda de 0,80% em relação aos últimos negócios de ontem. No mercado de juros, os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro de 2003 negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) pagam taxas de 18,730% ao ano, frente a 18,960% ao ano registrados ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) está em alta de 2,14%.O Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - estava em alta de 0,53%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - operava com valorização de 0,27%.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

16 de maio de 2002 | 15h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.