Mercados: cresce expectativa de alta da Selic

O aumento das apostas em uma nova alta da taxa básica de juros (Selic) de 0,5 ponto porcentual, na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), na terça e quarta-feira, fez com que as taxas de juros no mercado futuro voltassem a subir com força no início dessa manhã. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 20,900% ao ano, frente a 19,900% ao ano registrados na quinta-feira.A mudança nas expectativas foi provocada em grande parte pela mais recente notícia argentina de que o peso será cotado com base na média entre o dólar e o euro, assim que o valor das duas moedas for equivalente. A decisão ainda depende de uma aprovação do Congresso. Porém, é grande a expectativa dos analistas de que o peso argentino seja, de fato, desvalorizado. A notícia internacional também mexeu de modo muito negativo com o mercado cambial. Há pouco a moeda norte-americana estava cotada a R$ 2,1800 na ponta de venda dos negócios - alta de 1,16% em relação aos últimos negócios de quinta-feira. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) também registra resultado negativo. No início da tarde, a baixa era de 3,32%.Veja no link abaixo a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.