Mercados da Ásia encerram em queda por temor com balanços

As principais bolsas asiáticasterminaram esta terça-feira em queda, com os investidoresrecuando frente a notícias ruins do setor bancário enquantonovos temores sobre a queda do dólar impactaram empresasvoltadas para exportações. O índice MSCI da Ásia Pacífico exceto Japão tinha leve altade 0,05 0,02 por cento, aos 485 pontos, nesta manhã. O índice Nikkei da bolsa de Tóquio fechou em queda de 1,09por cento, em 13.547 pontos, derrubado por exportadoras como aHonda Motor com o iene mais forte reduzindo previsões delucros. O movimento deu fim a uma seqüência de cinco pregõesconsecutivos de valorizações. "Wall Street tem se mostrado surpreendentemente resistente,mas não sabemos se isso irá durar, e ainda temos muitosbalanços a serem digeridos no Japão e nos Estados Unidos",afirmou Koichi Ogawa, gerente de portfólio na Daiwa SBInvestments. As esperanças de que o fim dos desdobramentos da crise decrédito estaria perto foi por água abaixo na segunda-feiradepois que o Bank of America, maior banco de varejo dos EstadosUnidos, mostrou uma queda de 77 por cento no lucro trimestral. Mais notícias ruins podem vir depois que o banco britânicoRoyal Bank of Scotland anunciou uma emissão de 12 bilhões delibras (24 bilhões de dólares) para cobrir uma potencial baixacontábil de 5,9 bilhões de libras. "Todo o mercado financeiro está tenso, papéis deinstituições financeiras em particular", afirmou Peter Vann,chefe de pesquisa de investimento na Constellation CapitalManagement. Em Seul, a queda da bolsa foi de 0,72 por cento, para 1.787pontos, com as ações do Samsung Group em baixa depois que opresidente do conselho, Lee Kun-hee, indiciado por evasão deimpostos na semana passada, afirmou que irá deixar o cargo domaior conglomerado do país. Na Austrália a bolsa fechou com desvalorização de 0,64 porcento, para 5.564 pontos. (Reportagem adicional de Geraldine Chua e Rika Otsuka)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.