Mercados de ações da Ásia e Oceania abrem em alta

Os mercados globais desabaram na semana passada, com investidores liquidando suas posições

Reuters,

12 de outubro de 2008 | 22h28

Os mercados acionários da Coréia do Sul e da Austrália reverteram a trajetória de queda nesta segunda-feira, 13, depois que líderes políticos de várias partes do mundo tom,aram medidas ousadas para deter a sangria dos mercados financeiros, incluindo compromissos de garantia de depósitos bancário e injeções de capital.   Mercado da Austrália tem forte alta com garantias do governo Europa vai garantir dívidas bancárias por até 5 anos Começa reunião da UE para crise; França pede plano ambicioso Reino Unido vai resgatar seus 4 maiores bancos, diz jornal FMI apóia ajuda a bancos e pede ações 'audaciosas' Bolsa cai 20% em semana de pânico  Como o mundo reage à crise  Confira as medidas já anunciadas pelo BC contra a crise Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira    O euro subiu e o mercado futuro de ações americanas subiu 4%, indicando uma alta acentuada na abertura de Wall Street, depois que o governo dos EUA disse que assumiria porções de bancos e os líderes europeus da zona do euro elaboraram um plano que inclui a compra de títulos da dívida bancária, todas medisas destinadas a estimular a circulação do crédito.   Os mercados globais desabaram na semana passada, com investidores liquidando suas reservas até mesmo de ativos considerados seguros, como títulos do governo. O mercado acionário japonês havia caído 24% na última semana, o dobro da perda registrada no crash de 1987, e as ações americanas desvalorizaram-se 18%, o maior declínio semanal já registrado. Os mercados japoneses estão fechados nesta segunda, em virtude de um feriado.   "O mercado parecia barato demais, e por isso estava maduro para uma reversão, mas estava precisando de algumas boas notícias", disse David Cassidy, principal estartegista de investimentos do UBS. O índice da bolsa australiana, S&P/ASX 200, subiu 4,9%, depois de cair 16% na última semana, graças a garantias oferecidas pelo governo australiano.   O índice Kospi, da Coréia do Sul, subiu 2,2%, após um fechamento, na sexta-feira, no menor nível desde julho de 2006.

Tudo o que sabemos sobre:
turbulânciaásiacrise financeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.