carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Mercados de Tóquio e Xangai recuam por causa do aperto monetário chinês

Investidores temem que a elevação dos juros na China esfrie o motor da economia mundial, o que ofuscou a divulgação de dados japoneses que indicam melhora na demanda

ALEX RICHARDSON, REUTERS

28 de dezembro de 2010 | 07h45

As bolsas do Japão e da China fecharam em queda nesta terça-feira, 28, com preocupações de que o aperto monetário chinês esfriará o motor da economia mundial ofuscando dados japoneses que indicaram melhora na demanda.

O índice MSCI de bolsas da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, que acumula ganho de 13% no ano, subia 0,13%às 7h45 (horário de Brasília).

Mas as ações de Xangai perderam 1,74%, após queda de 2% na véspera, enquanto a bolsa de Tóquio recuou 0,6%.

Dados mostraram que a produção industrial do Japão cresceu pela primeira vez em seis meses no mês passado, e uma pesquisa revelou que as empresas manufatureiras esperam aumento da produção nos próximos meses, para satisfazer a demanda asiática.

Apesar de sinais positivos em perspectiva, os investidores --entrando nos volumes fracos de fim de ano-- continuaram preocupados com o aperto monetário da China nos próximos meses.

O momento da elevação dos juros chineses, no dia de Natal, surpreendeu, mas a medida em si não foi muito inesperada. Líderes do país já prometiam o combate à inflação como uma prioridade em 2011.

Com o mercado da Austrália fechado por feriado local, os maiores ganhos na Ásia aconteceram na Coreia do Sul. O índice sul-coreano subiu 0,55%, puxado por um avanço de 1,7% nas ações da Samsung Electronics.

A bolsa de Cingapura subiu 0,77% e a de Taiwan perdeu 0,24%. Em Hong Kong houve queda de 0,93%.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.