Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Mercados decolam com alta de bancos e commodities

As ações negociadas nos mercados europeus decolaram nesta segunda-feira, após a ação de Washington para resgatar o gigante bancário Citigroup e de medidas do governo britânico para ajudar a economia. Tais acontecimentos impulsionaram a confiança e levantaram o preço de ações bancárias e do setor de commodities. O índice FTSEurofirst 300, que acompanha as principais ações européias, fechou em alta de 8,89 por cento, a 828 pontos. O indicador perdeu 11,5 por cento na última semana, fechando em seu nível mais baixo em cinco anos e meio. No ano, a desvalorização do FTSEurofirst 300 já chega a 45 por cento, influenciado pela crise do setor financeiro e pela perspectiva de uma profunda recessão global. "O resgate do Citigroup, que foi razão de fortes incertezas na última semana, traz esperanças de que Barack Obama pode montar uma equipe certa para lidar com a turbulência econômica, e expectativas de um pacote de estímulo na Grã-Bretanha estão ajudando os mercados a se recuperar", disse Henk Potts, estrategista do Barclays Stockbrokers. "No curto prazo, as ações ainda devem permanecer voláteis. A realidade é que o crescimento econômico está desacelerando e a rentabilidade corporativa está sob pressão." Mineradoras acompanharam os preços mais altos dos metais. BHP Billiton, Anglo American, Vedanta Resources, Lonmin, Kazakhmys, Xstrata, Antofagasta e Rio Tinto estavam entre os papéis que se valorizaram. A alta de 7,7 por cento no preço do petróleo ajudou as ações do setor de energia. BP, Royal Dutch Shell, a produtora de gás BG Group e Tullow Oil subiram entre 7,4 e 13,7 por cento. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 9,84 por cento, a 4.152 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 10,34 por cento, para 4.554 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 subiu 10,09 por cento, para 3.172 pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em alta de 6,66 por cento, a 15.479 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 8,13 por cento, para 8.622 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve alta de 4,38 por cento, para 6.108 pontos.

REUTERS

24 de novembro de 2008 | 15h47

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAATUALIZA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.