Mercados: dólar cai 0,40% no início do dia

No começo do mês, o anúncio do Banco Central (BC) de que compraria US$ 3 bilhões para pagamento de parte das dívidas externas foi um dos principais motivos para a alta da moeda norte-americana. Esse teto estabelecido pelo Tesouro deixou de existir. O que vale agora é um volume de compra total para o ano de US$ 1,2 bilhão. O motivo, segundo a diretoria do BC, é de que o teto de US$ 3 bilhões estava gerando muita instabilidade no mercado.A idéia do Tesouro é distribuir a compra total de US 1,2 bilhão em US$ 100 milhões por mês. Como o Tesouro já comprou US$ 260 milhões em janeiro, a compra mensal será de US$ 84 milhões nos meses restantes do ano. A compra média por dia útil em janeiro foi de US$ 11,8 milhões. Em relação aos números de fevereiro, o Tesouro não informou o volume exato da compra que já foi efetuada. Mas, o secretário-adjunto do Tesouro, Rubens Sardenberg, sinalizou que o Tesouro já teria comprado US$ 59 milhões nos cinco dias úteis de fevereiro até ontem. Como a compra mensal é de US$ 84 milhões, só restariam US$ 25 milhões para o resto do mês. Frente ao novo fato, a expectativa é de que a cotação do dólar recue de forma expressiva. Há pouco, a moeda norte-americana estava cotada a R$ 1,9970 na ponta de venda dos negócios - queda de 0,40% em relação aos últimos negócios de ontem.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta de 1,03% e os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - começam o dia pagando juros de 15,810% ao ano, frente a 15,950% ao ano registrados ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.