Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Mercados: dólar chega a R$ 2,3400

Com o adiamento do leilão da Cesp Paraná, anunciado nessa manhã pelo governador paulista Geraldo Alckmin, as cotações do dólar subiram com força. Há pouco, a moeda norte-americana estava no patamar máximo do dia, de R$ 2,3400, uma alta de 1,08% em relação ao fechamento de ontem. O adiamento da venda da energética paulista representa uma entrada menor de dólares no mercado financeiro, estimada em aproximadamente US$ 800 milhões. Os analistas davam como certa a venda da companhia para um investidor estrangeiro e acreditavam que a vinda do dinheiro representaria um momento de queda nas cotações, em meio ao atual cenário turbulento.A Bolsa de Valores de São Paulo opera com alta de 0,64%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 22,900% ao ano, frente a 23,100% ao ano registrados ontem. Cenário externoNa Argentina, segundo apurou a correspondente Marina Guimarães, os bancos que participarão da operação de troca (swap) de papéis da dívida de curto prazo por títulos com vencimento mais longo confirmaram que o anúncio dos detalhes do swap será feito ainda esta semana. Além disso, informaram que o cronograma da operação será divulgado antes do final do mês e não em junho, como tinha sido divulgado anteriormente.O mercado financeiro vem reagindo de forma negativa à demora na divulgação das características da operação. O anúncio feito pelos bancos que participarão do swap significou uma melhora, em parte, do humor dos investidores em relação ao problema. No início da tarde, os principais papéis da dívida argentina apresentavam valorização de 1,00%, sendo cotados a 82,500 centavos por dólar. Nos Estados Unidos, o Banco Central dos Estados Unidos (Fed) deve anunciar logo mais sua decisão sobre a taxa de juros do país, que está em 4,5% ao ano. Os analistas esperam um corte de 0,5 ponto porcentual, o que seria a quinta redução dos juros norte-americanos nesse ano.

Agencia Estado,

15 de maio de 2001 | 15h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.