finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercados: dólar começa o dia com forte alta

Termina hoje, às 17h, o prazo para que as instituições financeiras na Argentina façam suas ofertas para a operação de troca (swap) de títulos da dívida de curto prazo por papéis com vencimento mais longo. Trata-se da maior operação financeira desde que a Argentina reestruturou sua dívida com o plano Brady, em 1992. No início da manhã, segundo apurou a correspondente Marina Guimarães, o governo do país vizinho divulgou as taxas de juros que serão negociadas nessa operação. O novo bônus Global 2008 em pesos ou dólares pagará uma taxa de juros de 5% anuais nos primeiros anos e saltará para 12% nos anos subsequentes. O bônus Global 2008 em dólares pagará 13,50% e os bônus Global 2018 e 2031 pagarão juros de 12,25% e 12% anuais, respectivamente. Em relação ao volume da operação, o valor deve ficar em torno de US$ 22 bilhões. Depois de analisar todas as ofertas durante o final de semana, a equipe econômica argentina deve anunciar o resultado na segunda-feira, por volta das 9h. O swap argentino deve aliviar as contas do país no curto prazo, já que o governo está postergando o vencimento de sua dívida. Porém, se o país não retomar o crescimento econômico e equilibrar suas contas, a Argentina voltará para o cenário no médio prazo.Veja a abertura do mercado financeiroO dólar começou o dia com forte alta e chegou a bater novo recorde, desde a implantação do Plano Real - R$ 2,3940 e, há pouco, era negociado nesse patamar alta de 0,80% em relação aos últimos negócios de ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em queda de 0,54%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 22,790% ao ano, frente a 22,400% ao ano ontem.InvestimentosAs incertezas em relação à Argentina e a crise de energia no Brasil elevaram a demanda por dólares no mês de maio. Em momentos de instabilidade, os investidores tendem a se desfazer de ativos com maior risco, atrelando seus recursos a investimentos com risco menor. Com isso, o dólar paralelo em São Paulo terminou o mês de maio com alta de 12,68%. Já o dólar oficial registrou valorização de 8,02% no mesmo período. Veja no link abaixo o ranking dos investimentos no mês.Não deixe de ver também as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

01 de junho de 2001 | 10h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.