Mercados: dólar continuou subindo

O dólar continuou subindo hoje, fechando a R$ 2,0440, com alta de 0,15%. Essa é a cotação mais alta atingida pela moeda norte-americana desde 4 de março de 1999. A alta reflete em parte a busca de proteção por parte dos investidores frente às turbulências internacionais. Como o cenário externo está muito instável, os investidores procuram dólares para garantir seus recursos no feriado brasileiro, que os deixará sem capacidade de reação até o meio-dia de quarta-feira.As declarações atribuídas ao Senador Antônio Carlos Magalhães, sugerindo envolvimento entre o Presidente da República e o seu ex-secretário especial, Eduardo Jorge, contribuíram para a alta. Mas, apesar das incertezas, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) reagiu à tarde, fechando em alta de 2,03%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - fecharam o dia pagando juros de 16,350% ao ano, frente a 16,490% ao ano ontem. O movimento da Bolsa e dos juros refletiu a boa aceitação da mudança de regime cambial na Turquia. O país abandonou as bandas cambiais pela livre flutuação, como o Brasil, aliás, em janeiro de 1999.Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou estável, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - fechou em queda de 1,06%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.