finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercados: dólar registra queda e oscilações

O Banco Central (BC) atacou em todas as frentes na manhã de hoje para derrubar o dólar. Para completar a decisão de alta de 1,5 ponto porcentual na taxa básica de juros (Selic) - de 16,75% para 18,25% ao ano -, o BC vendeu moeda no mercado. Além disso, o presidente da instituição, Armínio Fraga, deixou clara a intenção de intervir no mercado de câmbio tanto com leilões, quanto com venda de dólares, para segurar a alta das cotações.Em sua entrevista, Fraga declarou que a expectativa de entrada de dólares no mercado deve ser mais forte - de US$ 10,8 bilhões a mais até o final do ano. Esse dinheiro vem do Fundo Monetário Internacional (FMI), de organismos multilaterais, captações externas e negociações com ações. Desse total, Fraga explicou que US$ 6,2 vão direto par a as reservas e os US$ 4,6 restantes passam pelo mercado.Para os analistas, o recado do BC ficou claro claro: o dólar perto de R$ 2,50 estava ameaçando o cumprimento da meta de inflação - de 4% para este ano com possibilidade de alta ou baixa de dois pontos porcentuais. Agora, resta saber se os investidores e as empresas vão acreditar na eficiência desse potencial e reverterão suas expectativas na mesa de negócios. Os analistas lembram que, mesmo com um sucesso na operação do BC, as incertezas continuam no cenário, com a crise de energia, a situação da Argentina e a sucessão presidencial em 2002.Veja como está o mercado financeiroO dólar comercial está cotado a R$ 2,3750 na ponta de venda dos negócios - queda de 3,81% em relação aos últimos negócios de ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) está em alta de 1,56%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 22,180% ao ano, frente a 22,500% ao ano ontem.InvestimentosNão deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.