Mercados: dólar sobe forte e Bolsa recua

A taxa de risco da Argentina voltou a bater recordes nesta manhã. Às 13h (horário de Brasília) estava em 3.161 pontos-base e o índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires apresentava queda de 5,44%. Também os papéis da dívida argentina apresentavam forte desvalorização. Os Global 2008, por exemplo, registravam forte queda de 4,10% no início desta tarde.A situação argentina vem se deteriorando dia a dia. Sem uma decisão do Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre a antecipação da parcela de US$ 1,260 bilhão prevista para dezembro e a prorrogação do prazo para reestruturação da dívida das províncias, a desconfiança dos investidores com a situação do país vizinho ficou ainda maior. O mercado financeiro também não gostou da nova forma de apresentação das reservas do país, que tenta "maquiar" a queda contínua destes recursos. O dólar comercial está cotado a R$ 2,5180 na ponta de venda dos negócios, com alta de 1,41% em relação aos últimos negócios de ontem. É a cotação máxima do dia. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com queda de 1,88%.Internamente, as informações trazidas pela ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), divulgada nesta manhã, reafirmaram a forte determinação do Banco Central (BC) em cumprir a meta de inflação para o próximo ano - de 4% com possibilidade de alta ou baixa de dois pontos porcentuais (veja mais informações no link abaixo). O impacto disso é a alta dos juros no mercado interbancário. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano -pagam juros de 21,260% ao ano, frente a 21,110% ao ano ontem.Em Nova York, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - opera com alta de 0,47%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra alta de 1,48%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

29 de novembro de 2001 | 15h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.