Mercados esperam Nova York com calma

Ontem os mercados tiveram um dia bem mais tranqüilo, passado o susto dos atentados nos Estados Unidos. No mundo inteiro houve uma estabilização das cotações, que voltaram a patamares próximos dos vigentes na segunda-feira. Ainda assim, não se espera que os preços voltem aos padrões anteriores aos ataques no curto prazo.A tendência geral dos investidores tem sido esperar a evolução dos acontecimentos e buscar aplicações tradicionalmente mais seguras, como ouro e dólar. No caso da moeda norte-americana, chegou-se a novo recorde ontem, de R$ 2,6929 nos últimos negócios do comercial.Ainda restam muitas dúvidas sobre o impacto dos eventos da última terça-feira na economia mundial. Analistas acreditam que pode haver muitas oscilações nas cotações, especialmente no curto prazo, mas é cedo para traçar tendências. Também é necessário conhecer a reação do governo dos EUA e o seu alvo. De qualquer forma, bancos centrais no mundo todo estão tomando medidas de política monetária para acalmar os mercados com sucesso. Espera-se uma rodada de cortes nas taxas de juros, especialmente nos Estados Unidos, mas provavelmente não no Brasil.Uma das maiores preocupações é o índice de confiança do consumidor dos EUA. A economia norte-americana já está em forte desaceleração, e pode entrar em recessão se os cidadãos, abalados com o terrorismo cortem despesas. Outro temor é que os investidores desviem seus recursos para aplicações mais seguras, como títulos do governo norte-americano, aplicações na Suíça e ouro. E, dependendo de quem sofrer o ataque das Forças Armadas dos EUA, os preços do petróleo, ainda comportados, podem disparar. Iraque ou Palestina trariam maior instabilidade, mas o Afeganistão é um país isolado no mundo e está distante das principais áreas produtoras, provocando reações mais brandas.Hoje reabrem as bolsas de Chicago e de Buenos Aires, mas os mercados sediados em Nova York, como a Nasdaq e a Bolsa de Valores de Nova York, permanecem fechados. Espera-se que os mercados norte-americanos voltem a funcionar normalmente na sexta-feira ou na segunda-feira. Quando isso acontecer, o impacto dos ataques também passará a ser avaliado com maior clareza.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.