Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Mercados esperam pela alta da taxa Selic

Os investidores concentram suas atenções no resultado da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que deve decidir por uma elevação da taxa básica de juros (Selic). A maioria dos analistas aposta em uma alta de 0,5 ponto porcentual, ou seja, de 16,25% para 16,75% ao ano. Hoje, no entanto, alguns economistas passaram a acreditar em uma elevação maior, de até 0,75%.As expectativas mais negativas tomam por base a divulgação do Índice Geral dos Preços (IGP-10) referente a maio. O resultado ficou em 1,10%. Este Índice reflete o chamado efeito pass-through do câmbio, ou seja, o quanto a alta da moeda norte-americana foi repassada para o preço dos produtos. No ano, o dólar oficial acumula uma valorização de 17,94%.Mas não é só a alta da moeda norte-americana e a pressão sobre os índices de inflação que trazem incertezas. Os analistas estão preocupados com o preço do petróleo, que pode resultar em um reajuste de combustíveis; com o aumento das tarifas da Sabesp; com o quadro político desconfortável e as incertezas em relação à Argentina. Há também o problema do racionamento de energia, cujas conseqüências econômicas ainda são muito incertas.Veja como está o mercado financeiroO dólar comercial está cotado a R$ 2,3450 na ponta de venda dos negócios - alta de 0,90% em relação aos últimos negócios de ontem. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 22,670% ao ano, frente a 22,540% ao ano ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com queda de 0,59%.O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires registra queda de 0,01%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - opera com queda de 0,98%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - está em queda de 2,17%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

23 de maio de 2001 | 15h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.