coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Mercados europeus operam no vermelho sob efeito Bernanke

Os mercados europeus abriram hoje em forte queda, acompanhando a perdas em Wall Street e nos pregões asiáticos causadas pelas declarações ontem do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, que foram interpretadas como uma sinalização de os juros nos Estados Unidos poderão continuar subindo.Mas após mergulharem no vermelho logo após a abertura de seus pregões, as bolsas de Londres, Frankfurt e Paris reduziram ligeiramente as perdas ao longo da última hora. Mesmo assim, o índice FTSE de Londres registra uma queda de 0,95%, o CAC de Paris cai 1,24% e o DAX de Frankfurt 0,62%. Na Ásia, índice Nikkei de Tóquio caiu 1,81% e o Hang Seng de Hong Kong declina 0,27%.Bernanke, num discurso ontem perante a American Bankers Association, disse que Fed será "vigilante" no combate à inflação. Apesar dos indicadores mais recentes mostrarem uma desaceleração do crescimento econômico nos Estados Unidos, as declarações de Bernanke reforçaram as apostas de que o Fed vai aumentar novamente em 25 pontos percentuais os juros em sua reunião no dia 29 de junho, levando-os a 5,25%.Não está programada para hoje a divulgação de indicadores econômicos importantes nos Estados Unidos. Mas os mercados vão monitorar com atenção os discursos de governadores do Federal Reserve agendados para esta terça-feira.Analistas observam que o ambiente de incerteza em torno dos próximos passos do Fed deverá continuar até a reunião do dia 29 próximo, com os mercados suscetíveis a volatilidades causadas por indicadores e declarações das autoridades monetárias.

Agencia Estado,

06 de junho de 2006 | 07h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.