Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Mercados: expectativa positivas para a Bolsa

O mercado financeiro tem um dia tranqüilo, marcado por uma melhora do quadro externo e pela confirmação da tendência de queda das taxas de juros nos negócios. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 15,800% ao ano, frente a 15,830% ao ano ontem. O dólar comercial está cotado a R$ 1,9610 na ponta de venda dos negócios - alta de 0,36% em relação aos últimos negócios de ontem. Há pouco, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta de 0,13%. A tendência de queda dos juros e a melhora do cenário nacional e internacional podem abrir caminho para uma entrada maior de recursos na Bovespa nesse ano. Isso porque para conseguir ganhos maiores o investidor terá que aceitar riscos. Analistas consideram que a Bolsa pode apresentar um ganho de 30% em 2001, caso o cenário macroeconômico continue positivo.Mas esse tipo de aplicação continua indicado apenas para os recursos que não têm uma data definida para resgate, ou seja, que têm a possibilidade de esperar pelo ganho pretendido. Desde o início do ano, a Bolsa acumula uma alta em torno de 15%. Mas vale lembrar que, no ano passado, a perda ficou em torno de 10% e que esse resultado significa, em parte, uma recuperação das perdas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.