Mercados invertem mão; dólar cai e bolsa indica alta

Depois de uma quarta-feira terrível para os ativos brasileiros, o mercado espera com grande expectativa a entrevista que o ministro Pedro Malan e o presidente do Banco Centralo, Armínio Fraga, darão hoje às 12h30. O início do dia sinaliza melhora. O dólar, que ontem subiu 3,06%, chegando a R$ 2,795, operava em acentuada queda, pela manhã. Às 10h33, estava em queda de 3,22%, cotado a R$ 2,705. Os futuros indicam alta superior a 2% na Bolsa de Valores de São Paulo, e o Risco Brasil caía para a casa de 1.200 pontos. Segundo relatam os jornalistas Beatriz Abreu e Ariosto Teixeira, da Agência Estado, Malan e Fraga anunciarão a decisão do governo de exercer o direito de saque de cerca de US$ 10 bilhões de recursos do Fundo Monetário Internacional (FMI) e novas medidas para conter o elevado nível de tensão vivido nos últimos dias pelo mercado financeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.