Mercados: investidores apreensivos com FED

A queda dos juros norte-americanos de 0,5 ponto porcentual, decidida ontem pelo banco central dos Estados Unidos (FED), não teve forças para animar o mercado brasileiro. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) vem operando em baixa durante toda a manhã e há pouco registrava queda de 2,19%. O volume de negócios mantém-se estável em relação aos últimos dias. A projeção para o fechamento do dia é de R$ 670 milhões.No mercado de juros, os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 15,550% ao ano, frente a 15,430% ao ano ontem. O dólar comercial registra alta de 0,56% em relação às últimas operações de ontem, sendo cotado a R$ 1,9840.De acordo com os analistas, a decisão do FED, reduzindo juros de 6,0% para 5,5% ao ano, mantendo a tendência de queda das taxas, foi percebida pelos investidores como um fator de apreensão. O anúncio de FED sinalizou que a instituição está muito preocupada com o ritmo do desaquecimento da economia norte-americana, pois ainda há risco de recessão no país. A política de corte de juros iniciado pelo FED em 3 de janeiro só terá resultados no final do ano. Até lá, os investidores devem permanecer atentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.