Mercados: IPC e balança decepcionam

A notícia do dia para os mercados foi a divulgação da prévia de inflação da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que ficou em 1,81% para o período de quatro semanas que se encerrou na terceira semana de agosto. Com isso, a previsão para a inflação de agosto da instituição passou de 1,0% para 1,4%. Amanhã será divulgado o IPCA-15, prévia do Índice de Preços ao Consumidor Ampliado, índice oficial de inflação no Brasil.O governo e grande parte dos analistas continuam validando a meta de inflação de 6% para esse ano, 4% para 2001 e 3,5% para 2002. No entanto, confessam não ter previsto que o pico de julho, devido ao aumento nos combustíveis e nos alimentos - em função das geadas -, demorasse tanto para ser revertido. Também foram divulgados dados sobre a balança comercial - veja abaixo - e sobre as contas do governo federal, indicando saldo positivo de R$ 424,1 milhões em julho.Com a inflação acima das expectativas dos mercados, os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagavam juros de 17,200% ao ano, frente a 17,063% ao ano sexta-feira. E a Bovespa - Bolsa de Valores de São Paulo - fechou em queda de 1,03%, apesar do consenso em relação às condições favoráveis da economia nos próximos anos e das altas nos Estados Unidos.O Dow Jones - Índice que mede as ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em alta de 0,54%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - fechou em alta de 0,69%. Dados sobre a balança comercial decepcionam e pressionam dólarO dólar fechou em R$ 1,8310, com alta de 0,38%, com os dados divulgados hoje sobre a balança comercial brasileira. Houve um saldo negativo de US$ 78 milhões, resultado de exportações de US$ 1,167 bilhões e importações de US$ 1,245 bilhões. O acumulado do mês - até dia 27 - ficou positivo em milhões.

Agencia Estado,

28 de agosto de 2000 | 19h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.