Mercados: mais notícias negativas para o dia

O mercado financeiro começa o dia com uma notícia ruim para a situação financeira do País. Mais uma agência de classificação de risco deu parecer negativo para a conjuntura brasileira. Dessa vez foi a Fitch Ratings que anunciou ontem, após o fechamento dos mercados, um rebaixamento do rating do Brasil em moeda estrangeira. De acordo com o relatório da agência, as condições do endividamento do País é o principal motivo para a decisão, tanto para a parcela da dívida pública indexada ao dólar quanto para os pagamentos do País corrigidos por taxas de juros. A Fitch Ratings também destacou a incerteza do cenário político como motivo para a sua decisão.Ontem a Moody´s já havia rebaixado a perspectiva do rating soberano do Brasil de estável para negativo e os mercados reagiram de forma muito negativa. Investidores estrangeiros que detinham títulos da dívida brasileira em carteira iniciaram um movimento intenso de venda dos papéis, o que provocou forte desvalorização dos títulos brasileiros e uma disparada da taxa de risco-país do Brasil.No pior momento do dia, a taxa foi a 1.595 pontos. A taxa de risco-país mede a confiança dos investidores em relação à capacidade de pagamento da dívida do País. É calculada pela diferença entre os juros pagos pelo governo norte-americano em seus papéis e as taxas brasileiras. Uma taxa de risco em 1.595 pontos significa que o Brasil paga 15,95 pontos porcentuais acima dos juros norte-americanos.Nessa sexta-feira, a decisão da Fitch Ratings pode provocar um novo movimento de venda dos títulos brasileiros. Segundo analistas, não está descartada a possibilidade de mais um dia de forte nervosismo. No mercado cambial, o dólar pode ser novamente pressionado para cima e os investidores já falam em mais um pacote de medidas do Banco Central (BC) no sentido de diminuir a insegurança dos investidores e aumentar a oferta de dólares e ativos indexados à moeda estrangeira.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.