Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Mercados mais otimistas em dia tranqüilo

O dia foi tranqüilo no mercado e a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) começa a dar os primeiros sinais de retorno - ainda tímido - do investidor estrangeiro. Com a notícia, a Bolsa subiu, com queda nos contratos de juros futuros. Já o dólar mantém-se próximo dos R$ 3,50 mas encontra resistências em cair abaixo desse patamar. As altas nas bolsas internacionais também ajudaram.Os investidores ainda esperam medidas mais práticas, como resultados das votações, decisões de governo ou nomeações, do novo governo. De qualquer forma, os sinais dados até agora agradaram, incluindo os elogios do Fundo Monetário Internacional (FMI) ao governo eleito.Quanto ao aumento da Selic, a taxa básica referencial de juros da economia, para 22% ao ano, o mercado recebeu bem a medida. A alta da inflação já contamina os preços em geral e traz preocupações ao investidor. Hoje foi divulgada a segunda prévia do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), que ficou em 3,86% - acima das previsões do mercado.MercadosO dólar comercial foi vendido a R$ 3,5250 nos últimos negócios do dia, em alta de 0,28% em relação às últimas operações de ontem, oscilando entre R$ 3,4900 e R$ 3,5450. Com o resultado de hoje, o dólar acumula uma alta de 52,20% no ano e queda de 9,96% nos últimos 30 dias.No mercado de juros, os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro de 2003 negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros pagam taxas de 22,800% ao ano, frente a 22,750% ao ano ontem. Já os títulos com vencimento em julho de 2003 têm taxas de 27,420% ao ano, frente a 27,240% ao ano negociados ontem.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 2,04% em 10293 pontos e volume de negócios, de R$ 552 milhões. Com o resultado de hoje, a Bolsa acumula uma baixa de 24,19% em 2002 e alta de 12,76% nos últimos 30 dias. Das 50 ações que compõem o Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa -, 9 apresentaram queda. Mercados internacionais Às 18h, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - operava em alta de 2,46% (a 8835,2 pontos), e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - subia 3,20% (a 1464,73 pontos). O euro era negociado a US$ 1,0006; uma queda de 0,04%. Na Argentina, o índice Merval, da Bolsa de Valores de Buenos Aires, fechou em alta de 2,76% (472,77 pontos). Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.