Mercados mantêm clima de cautela

O clima de cautela domina o mercado financeiro. Os investidores continuam atentos ao cenário internacional. Sobre a Argentina, os analistas aguardam os resultados das medidas implantadas pelo ministro da Economia, Domingo Cavallo, no sentido de equilibrar as contas públicas do país. Nos Estados Unidos, o anúncio de queda no lucro das empresas vem provocando forte instabilidade nos mercados e isso tem influência direta nos negócios no Brasil.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta de 1,13%. O dólar comercial está cotado a R$ 2,1620 na ponta de venda dos negócios - queda de 0,64% em relação aos últimos negócios de ontem. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 19,440% ao ano, frente a 19,760% ao ano ontemInternamente, a primeira notícia do dia foi a divulgação do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), em 0,51%, referente a março. O resultado ficou bem acima do patamar registrado em fevereiro, de 0,11%. Os índices de inflação têm preocupado os analistas, principalmente depois da divulgação da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) e do Relatório de Inflação trimestral. Os documentos confirmaram a preocupação do Banco Central (BC) com o cumprimento da meta de inflação para esse ano, de 4%. Em função disso, os analistas consideram que o BC pode continuar adotando a alta de juros para garantir o cumprimento da meta.Juros em alta inibem o consumo, considerado uma das formas de pressão sobre os índice de inflação. Além disso, pode fazer com que os investidores mudem suas posições fixadas em dólar para ativos atrelados aos juros, o que reduz a pressão de alta sobre as cotações da moeda norte-americana. O dólar valorizado tem sido apontado como o principal motivo de alta dos índices de inflação, já que os produtos e matérias-primas importados ficam mais caros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.