Mercados mantêm desempenho positivo

O mercado financeiro no Brasil operou do lado positivo durante a manhã. Apesar do agravamento da situação argentina, os investidores no Brasil estão confiantes em relação às perspectivas para o Brasil no próximo ano e à confirmação de um resultado positivo para a balança comercial em 2002. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com alta de 0,72%. O dólar comercial está cotado a R$ 2,4360 na ponta de venda dos negócios, com queda de 0,04% em relação aos últimos negócios de ontem. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 21,050% ao ano, frente a 21,150% ao ano ontem. Na Argentina, a taxa de risco chegou a atingir marca dramática de 4.040 pontos ontem. Durante a manhã, cedeu levemente para 3.870 pontos. Essa piora está sendo atribuída às contestações jurídicas em torno dos limites de saques em conta corrente e às especulações sobre a possibilidade de o Fundo Monetário Internacional (FMI) não liberar a última parcela do empréstimo de US$ 1,26 bilhão, o que poderia levar a Argentina a decretar default - leia-se calote da dívida. O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires opera com alta de 10,60%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - registra alta de 1,85%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - está em alta de 3,62%.

Agencia Estado,

05 Dezembro 2001 | 15h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.