Mercados operam sem oscilações

Os mercados no Brasil operam tranqüilos e sem novidades em relação à Argentina. O dólar comercial está cotado a R$ 2,4290 na ponta de venda dos negócios, em queda de 0,98% em relação aos últimos negócios de ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta de 0,33%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 20,930% ao ano, frente a 21,340% ao ano ontem. O pacote argentino divulgado no final de semana não provocou oscilações no mercado brasileiro. Os investidores estão confiantes nas boas perspectivas para a economia do País no próximo ano. A projeção de que a balança comercial encerre 2002 com um superávit em torno de US$ 5 bilhões e que as empresas brasileiras continuem captando recursos no exterior abre a possibilidade de que o dólar continue em patamares mais baixos. Isso é um fator positivo para a queda da inflação, o que poderá permitir ao Banco Central reduzir a Selic, a taxa básica de juros da economia. Mas os últimos sinais emitidos pelo BC evidenciaram que a meta de inflação será cumprida, mesmo que para isso os juros tenham que ser elevados novamente. Ou seja, o BC recomenda que o otimismo seja moderado e os investidores mantenham a cautela. Já as perspectivas para a Bovespa dependem, entre outros fatores, dos rumos das taxas de juros e, por conseqüência, do comportamento do câmbio. Com juros reais tão elevados, em torno de 12% ao ano, a aplicação em ações perde atratividade, pois o investidor prefere colocar seus recursos nos fundos referenciados DI, por exemplo, que acompanham as taxas de juros, e têm risco muito baixo. Mercados internacionais O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires opera com queda de 0,55%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - está em alta de 0,15%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra alta de 0,75%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

04 Dezembro 2001 | 15h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.